Newsletter Mapa do Portal Feed RSS Sugestões e Comentários Portal a cores Portal com contraste elevado

Bacalhau à Pátio do Avô Viticultura
Bacalhau à Zé Grande Sopa
Bacalhau com couves Viticultura

Gastronomia

O Concelho da Batalha oferece variadas iguarias que se perpetuaram ao longo dos tempos e que ainda hoje são muito apreciadas. Uma culinária mais centrada na carne e bacalhau, mas também outros tipos de peixe como sardinhas e carapaus secos, facilmente conservados em sal, devido à dificuldade da obtenção de peixe fresco.
Muita doçaria tradicional pode ser, ainda hoje, encontrada nas festas populares e romarias do Concelho.
A gastronomia tradicional apresenta características comuns na região da Alta Estremadura. No entanto, na Batalha destacam-se alguns pratos típicos do Concelho.

Sopas:

Sopas de Verde – caldo sanguinolento (confeccionado com as vísceras dos animais caprinos) perfumado com hortelã, no qual se deitam grossas fatias de pão ou se amiúda a broa.

Carne:

Tachadéu – Nome pelo qual é conhecida a fritada de porco em tacho de barro.

Morcela de Arroz – A Alta Estremadura é a região por excelência das morcelas de arroz, existindo aproximadamente 20 tipos diferentes. No Concelho da Batalha são confeccionados diferentes tipos deste enchido. Na sede de Concelho são características as morcelas com sangue e pouco arroz, enquanto que na localidade de Reguengo do Fetal existem dois tipos diferentes: uma de sangue e outra denominada “Branca”, uma vez que não inclui o sangue na sua confecção.
Recentemente, foi criada a Confraria da Morcela de Arroz da Alta Estremadura, que tem como principal missão, defender e promover esta iguaria.

Peixe:

Tibornadas – designado actualmente por bacalhau com batatas a murro.

Doçaria:

Bolos de Ferradura – bolos típicos das romarias do Concelho.

Cavacas do Reguengo do Fetal – uma receita típica desta localidade, muito popular nas romarias.

Bolos de Palma e Bolo de Perna – doçaria típica da localidade de Reguengo do Fetal.

Pudim da Batalha - doçaria moderna, com início nos anos 30 do Século XX.

 Receitas da Região

Viticultura

A região da Alta Estremadura apresenta um conjunto de paisagens diversificadas, onde o solo e o clima temperado influenciam grandemente a produção agrícola da região, com elevada quota de mercado a nível nacional, pela extensão das vinhas e qualidade das castas.
Esta região compreende uma vasta área que engloba as encostas da Serra de Aire e Candeeiros até ao litoral oceânico.
O Concelho da Batalha tem uma forte e rica tradição vinícola, acreditando-se existir desde a ocupação romana. Presentemente, a cultura da vinha ocupa mais de 830 hectares, detendo a Adega Cooperativa da Batalha, criada em 1959, mais de 85% do total da produção deste Concelho, integrando ainda alguns produtores de Porto de Mós, Azóia e Maceira.